A importância do aprendizado musical para crianças | +ATIVA A importância do aprendizado musical para crianças – | +ATIVA

Últimas Notícias

A importância do aprendizado musical para crianças

9, maio 2017 | Por Redação

Pode ser no carro, na sala de aula ou na festa de aniversário. Ouvir música com as crianças é sempre uma delícia, certo? O contato precoce com este tipo de arte ainda é capaz de beneficiar o aprendizado de seu filho. Cantar e tocar instrumentos faz com que ele estimule áreas neuronais que serão trabalhadas futuramente com outras funções, como nos cálculos matemáticos ou na leitura de textos.

Por que vale a pena colocar a criança na aula de música?

A pedagoga e fonoaudióloga Juliana Gatto explica que a aula de musicalização é um forma lúdica para a criança entrar em contato com esse universo musical e desenvolver a percepção auditiva. “Assim, ela começa a distinguir um som agudo de um som grave e percebe a mudança de ritmo. Essa percepção só é possível porque há um estimulo na região cerebral denominada córtex auditivo. Além disso, ouvir uma canção trabalha a coordenação motora, já que seu filho sentirá o ritmo e o reproduzirá com movimentos corporais”, recomenda.

A especialista defende que o aprendizado musical ajuda, até mesmo, no processo de alfabetização da criança. “Os princípios de aprender uma canção e de ler um texto são muito parecidos. É a transformação da língua falada em símbolos que precisam ser decodificados”.

Um estudo feito pela Northwestern University, nos Estados Unidos mostrou a relevância da música no desenvolvimento de crianças de 09 a 10 anos. Os pequenos voluntários foram divididos em dois grupos: o primeiro teve lições de música por dois anos e o segundo, nenhum contato escolar com a disciplina.

Após o período, os cientistas descobriram que aqueles que aprenderam a cantar e a tocar instrumentos tiveram melhor desempenho em leitura e em escrita. As crianças conseguiram distinguir sons com mais facilidade que as demais e não tinham dificuldade de concentração em ambientes agitados.

Juliana Gatto ressalta ainda que a música é um excelente incentivo à linguagem, por auxiliar na aquisição do vocabulário. “Até a interpretação de textos é beneficiada pelo contato com as canções. A memória operacional se desenvolve e faz com que a criança escute uma música e preste atenção ao que está sendo cantado. Ela consegue absorver a mensagem e o sentimento transmitido”, explica.

A pedagoga dá dicas ainda para que esse estímulo comece dentro de casa:

  • “Não adianta apresentar uma canção de forma artificial, e sim introduzi-la de forma lúdica. Presenteá-la com um tamborzinho ou dançar junto com ela são formas criativas de iniciar o contato”. 
  • “É importante que você tome certos cuidados: não coloque o som em um volume muito alto, já que a audição da criança ainda não está totalmente amadurecida. E coloque um ritmo compatível à faixa etária, sendo por exemplo algo calmo como a música clássica para bebê. O rock pesado pode esperar um pouquinho, certo?”
  • “Aproveite o momento de escutar música em família para enriquecer o repertório cultural do seu filho. Apresente a ele tanto compositores nacionais como internacionais, para que, aos poucos ele desenvolva uma preferência pessoa”.
  • “Que tal, a cada faixa etária, contextualizar a obra? Diga em que época a canção foi criada, em que país ela se originou, como são os costumes daquele local”.
  • Usar a música como um instrumento é uma forma divertida e eficiente de aprendizado em qualquer idade!

JULIANA GATTO
CREFONO – MG 4477
Pedagoga
Fonoaudióloga especialista em Linguagem Oral e Escrita

Comentário estão suspensos.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
CLOSE
CLOSE